Fátima Sá, sonho, encanto , poética, Meu Recanto..
Prosa, versos no reverso dos sentimentos, exalando emoções!!!
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
Textos
Entre Versos e Rimas

Tenho que confessar,
O que aconteceu
Na pandemia, meu sonho
Não é mais só meu,
O meu pensamento,
De repente apareceu,
Minhas palavras contidas
Saíram de par em par,
Fazendo versos e rimas
não pude mais me conter
Resolvi, então, como pássaro
Fazer meu canto amanhecer
e a vida florescer em mim
Para poder seguir firme
Fazendo rimas, versos
Que deixem os corações
Com sensação de melodia
Como montanhas ao fim dia
Como o mar sente e envia
ondas grandes e prenuncia
um fenômeno recorrente
Como o ser sente na mente
pressão do ar, do mar e céu
A poesia sem hipocrisia
Junta num mesmo refrão
Versos que rimam emoção
Nesse espaço propício
Nos livra do precipício
De uma vida a toa,
Com a poesia se aprende,
Que viver é necessário
Como o ar fracionado
O poeta é reacionário
O poeta é aficionado
O poeta é iluminado
O poeta é visionário
Limpa, esmerilha, turbina
Acrescenta, aumenta
Multiplica, divide e soma
A poética dele é esfinge,
Se não decifrar atinge
O ápice da imaginação,
Tamanha é a exatidão
Tamanha é a derivação
Tamanho é o primitivo
Tamanho é o pensamento
Da ideia individual ou coletiva
O certo é que a poesia ativa
O gatilho da imaginação, cativa
Quem ler, idealiza, se realiza,
assim como faz a poetisa!
Fátima Sá
Enviado por Fátima Sá em 11/11/2020
Alterado em 11/11/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários